Selic em 2%: plano multifundos é alternativa na previdência


O Comitê de Política Monetária (Copom) definiu a permanência da Selic em 2% ao ano na terça-feira, 15. Esse patamar baixo dos juros deve seguir impulsionando o deslocamento de recursos dos planos de previdência para fundos de renda variável. Em agosto, por exemplo, a diversificação das estratégias em fundos multimercado respondeu por 15% das aplicações no setor. Há quatro anos, o percentual era menor do que 6%, segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi).


Esse volume tende a aumentar, não apenas pela baixa taxa de juro mas também por causa dos novos produtos disponíveis no mercado. Foi em 2015 que a Superintendência de Seguros Privados (Susep) flexibilizou as regulamentações previdenciárias. Com isso, ela tornou o investimento mais abrangente, fazendo com que as instituições tenham mais capacidade de entregar ao cliente uma gestão ativa e maior rentabilidade.


“Hoje os produtos são mais sofisticados, flexíveis e conseguem entregar um processo eficiente e dinâmico”, explica Gabriel Escabin, head de Previdência do BTG Pactual digital. É por isso que o banco trouxe a indústria de fundos para a indústria de previdência.


Como funciona o sistema multifundos


Os planos do BTG permitem que o cliente invista em múltiplos fundos de investimento dentro de um único produto certificado pela Susep. Em outras palavras, ao contratar um plano de previdência, você tem acesso a vários fundos e flexibilidade de atuação, pois pode investir em ativos de renda fixa, variável e alocar valores com mais facilidade.


O banco digital oferece desde produtos mais conservadores, como o BTG Pactual Tesouro Selic, até produtos como o BTG Pactual Multiações, voltado para investimentos de até 100% do patrimônio em fundos de ações. As taxas de administração podem variar de acordo com o produto escolhido, mas sem segregar o patrimônio do cliente — em algumas seguradoras, quanto menor é o investimento do cliente, maior é a taxa. Outra vantagem do banco é que a taxa de carregamento (que cobra um percentual sobre cada depósito ou retirada) é sempre zero.


A flexibilidade justifica, inclusive, o baixo volume de resgates durante a pandemia nos fundos de previdência do BTG. Segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), o saldo líquido negativo acumulado entre março e maio foi de 7,2 bilhões de reais. Mas, enquanto os resgates na previdência foram maiores do que as aplicações, o banco digital teve menos de 1% de evasão de recursos. “Os clientes observaram suas oportunidades, saíram de produtos conversadores e foram para produtos mais sofisticados”, diz Escabin.


Para a matéria completa, acesse: https://exame.com/invest/selic-em-2-plano-multifundos-e-alternativa-na-previdencia/



O conteúdo disposto neste artigo foi originalmente publicado na Exame, sendo toda a responsabilidade, direitos autorais e crédito devido a seus autores.