RLP (Retail Liquidity Provider): o que é e como funciona?


A oferta RLP é uma forma relativamente recente de negociação na bolsa de valores. Ela começou a ser realizada no Brasil em agosto de 2019 e passa por um período de teste de um ano, no qual são avaliados os efeitos dela para os investidores e instituições.


Por ser algo recente e não tão popular, muitos investidores e especuladores ainda não conhecem a ferramenta e não sabem como ela funciona. Apesar de ser nova no Brasil, o RLP já é presente em outros países — a bolsa de Nova Iorque, por exemplo, o utiliza desde 2012.


Que tal conhecer as vantagens que o RLP pode trazer para as suas movimentações na renda variável? Continue a leitura e descubra o que é e como funciona o RLP!


O que é RLP?


Como você notou no título deste artigo, a sigla RLP se refere a um termo em inglês: Retail Liquidity Provider. Em português, ele pode ser entendido como provedor de liquidez para o varejo — fazendo referência a uma de suas características principais.


A novidade gerada por ele é a possibilidade dos bancos de investimentos atuarem como contraparte em negociações de compra e venda na bolsa. Ou seja, eles podem realizar a compra ou a venda na renda variável, trazendo mais liquidez para os clientes.


No período de teste, o RLP é aplicado apenas para derivativos. Mais especificamente, minicontratos futuros de índice e de dólar. Antes de virar uma possibilidade real, o tema passou por uma consulta pública realizada pela B3 no mês de dezembro de 2018.


O cliente que solicita a oferta RLP permite que o banco de investimento garanta ordens de execução a preços iguais ou melhores do que os apresentados pelo book de ofertas. O valor não fica disponível no mercado antes da negociação.


A ideia é facilitar que as ordens a mercado sejam executadas em melhores condições, trazendo mais liquidez para os clientes e evitando também o fracionamento. Ou seja, pode ficar mais fácil e rápido realizar negociações a preços competitivos.


No vídeo abaixo, nosso analista Lucas Claro, explica um pouco mais sobre o que é RLP.


Como funciona o RLP?


Como mostrado, o objetivo do Retail Liquidity Provider ou RLP é dinamizar o mercado – aumentando ainda mais a liquidez com a qual os investidores e especuladores podem contar. Em outros países, ele já se aplica a diversos ativos e derivativos.


Então, embora tenha começado de forma restrita em minicontratos futuros, pode haver a possibilidade de o RLP ser ampliado no Brasil. O funcionamento dela visa agregar à rotina das pessoas que enfrentam dificuldades para negociar derivativos a um preço único.


Quando dependem do book de ofertas, muitas vezes acontece de precisar fracionar a liquidação da sua ordem de compra ou venda. Assim, uma quantidade é negociada a determinado preço e outra parte tem valor diferente.


Com o RLP o próprio banco de investimentos pode participar da negociação. Logo, é possível que ele faça uma oferta de preço único, evitando fracionar sua ordem e trazendo liquidez para os clientes a partir da própria carteira do banco.


Nesse contexto, a instituição financeira atua como agente ofertante no mercado — podendo estar tanto na compra quanto na venda dos contratos. Para isso, é preciso sempre garantir um valor igual ou melhor do que o do topo do book de ofertas.


Assim, o cliente não corre risco de fechar negócio com o banco de investimentos a partir de um valor menos vantajoso. O RLP só pode ser utilizado para ordens emitidas no tipo preço a mercado. Ele se torna público depois da negociação finalizada.


Quais são as vantagens de ter RLP ativo?


O uso do RLP deve ser autorizado pelo cliente para que o banco de investimento possa atuar como contraparte da negociação. Então, será que é vantajoso fazer essa escolha?


A modalidade pode trazer alguns benefícios. Confira algumas destas vantagens a seguir!


Regras para organização


Uma das vantagens do RLP é que sua utilização se dá de forma muito organizada no Brasil. Há uma série de regras que visam manter a segurança do sistema financeiro e proteger os investidores ou especuladores.


Uma das regras é que a oferta RLP é usada apenas para pessoas físicas, ou seja, clientes de varejo. Além disso, a instituição bancária só atua como compradora ou vendedora quando o próprio cliente autoriza esse tipo de transação.


Também há um limite de volume para contratos negociados por RLP. Durante o período de teste, a limitação considerou o percentual de 15%, mas ele pode ser modificado ao longo do tempo a depender das avaliações feitas.


Liquidez


A liquidez está entre as principais vantagens do RLP no mercado financeiro. Afinal, aumentar a agilidade nas negociações é exatamente um de seus objetivos centrais. Logo, é um benefício para investidores e especuladores que desejam mais rapidez na liquidação das ordens na renda variável.


Leia também: Liquidez: o que é e para que serve


Melhores preços


Outro benefício de utilizar a oferta RLP é ter mais confiança em relação a conseguir o melhor preço a mercado. Como você viu, a instituição bancária deve oferecer um preço igual ou melhor do que a condição mais vantajosa do book de ofertas.


Esta é uma importante vantagem para o cliente, que conta com liquidez e consegue um preço único nas suas negociações. Desse modo, evita-se fracionar a ordem em várias negociações e encontrar um preço médio diferente.


O RLP vale a pena?


Considerando as possibilidades e os benefícios do RLP, ele pode ser bastante vantajoso – especialmente em instituições que não apresentam cobranças específicas para o serviço.


No BTG Pactual digital, por exemplo, o custo para realizar o RLP é zero. Logo, você não precisa pagar nada a mais para ter a instituição como contraparte das suas negociações. O diferencial é gratuito e facilita as suas atividades na bolsa de valores.


Como ativar o RLP no BTG Pactual digital?


Se você tem interesse em aproveitar as vantagens do RLP com custo zero no BTG Pactual digital, lembre-se de que ela não é automática ou obrigatória. A oferta só pode ser realizada quando os clientes autorizam o banco de investimentos.


Então, você precisa autorizar para que o mecanismo possa acontecer nas suas operações. Para fazer isso no BTG Pactual digital, basta acessar a sua área logada na plataforma de investimentos, ir para a aba de renda variável e procurar o menu de plataformas e serviços.


Nele, você seleciona serviços e procura pela opção RLP. Depois, procure a alternativa “contratar”. Esse é o caminho para fazer a autorização e usufruir da possibilidade de ter o maior banco de investimentos da América Latina como contraparte nas suas negociações da bolsa!


Você ainda não tem conta no BTG? Abra a sua agora mesmo e conte com a melhor estrutura para investir!


Leia também: 


Pensa em investir em renda variável? Confira nosso guia completo!



O conteúdo disposto neste artigo foi originalmente publicado no blog do BTG Pactual Digital, sendo toda a responsabilidade, direitos autorais e crédito devido a seus autores.