Qual é o seu perfil financeiro? Poupador, gastador, financista ou outro da lista?


No artigo de hoje eu vou falar sobre um aspecto do seu comportamento que talvez você não conheça, mas que precisa ser identificado: é o seu perfil financeiro.


Lá atrás, nos estudos para criar o livro “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos“, identifiquei a existência de 5 perfis para o uso do dinheiro, os quais detalho a seguir.


Perfil financeiro poupador


Sabe aquela pessoa que nunca põe a mão no bolso e economiza até os centavos? É disciplinada, mas também é vista como avarenta. Trata-se do típico poupador.


Claro que existem muitos pontos fortes nesse perfil, sobretudo a disciplina e a capacidade de economizar, mas esse cuidado excessivo pode levar essa pessoa a uma série de problemas que a impedem de ter uma vida realmente rica.


Os pontos fracos do perfil poupador são o conformismo com o padrão de vida simples e restrições a novas experiências.


O poupador deve se lembrar que o dinheiro é uma das nossas riquezas, mas temos que fazer bom uso dele para desfrutar das outras riquezas como a família e o tempo para as coisas que valorizamos.


Perfil financeiro gastador


O segundo perfil é quase a antítese do poupador: o gastador.


Ele se caracteriza pela ideia de viver cada dia como se fosse o último. Essa visão “romântica” de aproveitar tudo ao máximo pode gerar um verdadeiro rombo nas finanças do gastador. Gastadores usam sua renda ao máximo e às vezes extrapolam o limite para aproveitar a vida.


Topam encarar financiamentos para manter o padrão de vida elevado, ostentam roupas caras e adoram viajar. Se sobrar algum extra para formar uma poupança, acaba integralmente utilizado em uma próxima viagem.


O gastador tem como pontos fortes hábitos pouco rotineiros e muitos hobbies, escolhas bastante motivadoras.


Claro, ser bon vivant o tempo todo tem seu preço. Os pontos fracos do gastador são a insegurança em relação ao futuro e a extrema dependência da estabilidade do emprego, além da aversão ao orçamento e às contas.


Perfil financeiro descontrolado


Talvez você esteja imaginando que o gastador é o perfil financeiro mais perigoso para lidar com o dinheiro, mas ninguém gera tanto caos no orçamento quanto o descontrolado.


Basicamente, os descontrolados não têm a menor ideia de quanto dinheiro entra na conta e muito menos percebem quando sai algum valor.


Ainda que essas pessoas cortem gastos, sempre parece que o dinheiro é insuficiente e acabam caindo no cheque especial ou estouram o limite do cartão de crédito.


Consequência disso: o acúmulo de dívidas pesadas que decorrem da completa falta de organização.


Pontos fortes dos descontrolados? Absolutamente nenhum.


Basicamente, esse perfil só possui pontos fracos: os principais deles são a indisciplina, a propensão a conflitos, pagamento desnecessário de juros e a completa desorientação.


Se você conhece algum descontrolado, convide-o a refletir sobre suas escolhas para construir uma relação mais saudável com o dinheiro.


Perfil financeiro desligado


O quarto perfil financeiro é o desligado. Pessoas assim gastam menos do que ganham, mas não têm controle sobre isso.


Os extratos do banco vão direto para a gaveta sem ao menos serem abertos e a fatura do cartão de crédito é uma surpresa a cada mês. Se conseguem algum excedente, essas pessoas até poupam, mas sem qualquer tipo de disciplina ou regularidade.


Fazem viagens ou adquirem bens de maior valor quando os seus investimentos atingem um valor mais alto e sempre acham que ainda é cedo para pensar na aposentadoria.


Os desligados têm como pontos fortes as folgas financeiras e espaço para reduzir gastos, quando necessário.


Já os pontos fracos são a incapacidade de definir e atingir objetivos e a resistência a planos que exigem disciplina.


Perfil financeiro financista


Finalmente, chegamos ao quinto e último perfil financeiro: o financista.


Pessoas com esse perfil são rigorosas no controle de gastos e focadas em economizar. São estudiosas e acompanham as novidades do mercado financeiro e estão por dentro de assuntos como juros e inflação. Tudo para que possam fazer investimentos mais inteligentes e rentáveis.


Financistas também elaboram planilhas para deixar o orçamento sob controle e têm o hábito de fazer estatísticas e projeções.


Quais são os pontos fortes dos financistas? Facilidade de desenvolver planos e concretizá-los, a seleção criteriosa de investimentos e o uso consciente do dinheiro.


Difícil apontar pontos fracos nesse perfil, não é mesmo? Mas os pontos fracos não dizem respeito ao uso do dinheiro, e sim às relações pessoais.


Em geral, financistas são boicotados pela família porque se queixam de excesso de detalhes e podem se tornar chatos quando insistem em papos financeiros. Financistas têm dificuldades em serem claros com pessoas mais leigas.


Conclusão


Para você construir uma vida mais rica é fundamental identificar o seu perfil financeiro, conhecer os pontos fortes e os pontos fracos e aperfeiçoá-los.


Lembre-se que nenhum perfil financeiro é perfeito e todos podem ser aprimorados com maior ou menor escala. O segredo é administrar os excessos e se educar para evoluir nas limitações.


Vale lembrar que o perfil financeiro é decisivo em uma união afetiva. Dependendo do tipo de cada um, essa união pode navegar por águas calmas ou se tornar uma grande turbulência.


Leia também: Como prosperar: dicas para manter seu patrimônio em crescimento



O conteúdo disposto neste artigo foi originalmente publicado no blog do BTG Pactual Digital, sendo toda a responsabilidade, direitos autorais e crédito devido a seus autores.