Como planejar viagem sem ter problemas com o câmbio


Em um mundo cada vez mais global, conectado e sem fronteiras, é natural que você queira planejar viagem, curso ou investimento fora do país. Se não for para você, seus filhos têm esse tipo de plano.


Alguns cuidados são importantes para você concretizar esse tipo de projeto. Afinal, estamos lidando com diferenças de moedas, culturas e cenários que podem comprometer sonhos, se não forem bem planejados.


No artigo de hoje, explicarei como você pode se planejar financeiramente e blindar este plano de mudanças cambiais que podem inviabilizar a sua viagem.


Utilize o tempo a seu favor ao planejar viagem


Primeiramente, é prudente você planejar viagem com uma certa antecedência. Na minha opinião, dois anos é o prazo ideal para um projeto internacional.


Não só pelo investimento, mas pelo tipo de pesquisa que deve ser feita. Você precisa entender como funcionam hospedagem, negociação de curso, quais passeios precisam ser reservados com antecedência, entre outros. Existe uma série de cuidados que você precisa tomar para ter um planejamento bem detalhado no momento da aquisição.


Mesmo que você ainda não tenha planejado a cidade que vai visitar ou o curso que irá fazer, é prudente guardar dinheiro.


Como investir?


Um cuidado importante é garantir que um eventual desajuste no câmbio não torne a moeda desse país que você quer visitar muito mais cara do que é hoje.


Para se proteger dessa situação você deve começar a reservar dinheiro, se possível, em fundos cambiais atrelados à moeda do país que você vai visitar. Fundos cambiais em dólar e em euro são os mais fáceis de encontrar. Você talvez consiga alguns fundos em iene ou alguma moeda que seja muito particular.


Se não encontrar um fundo específico, é prudente começar a comprar moeda desse país que você vai visitar, mesmo que perca na rentabilidade. Estamos falando de um planejamento de 2 anos.


Nesse período, um investimento conservador em um país desenvolvido talvez lhe traga um ganho de 3% a 4% ao ano. O que não é uma perda significativa comparando com uma situação em que o câmbio pode desvalorizar 40%, por exemplo.


Faltando 1 ano para a viagem


Quando faltar perto de 1 ano para a sua viagem, esse dinheiro que foi investido em um fundo cambial ou usado para adquirir a moeda estrangeira em questão estará garantindo que parte da sua poupança para a viagem já esteja na moeda de uso do seu destino.


Se você tem uma reserva em dólares, por exemplo, o que você gastará nos Estados Unidos está blindado contra um eventual desajuste no câmbio no Brasil.


Um ano antes da viagem, é hora de comprar passagens aéreas, adquirir o curso que você vai fazer e começar a contratar algum serviço como, por exemplo, um evento, um show ou um jogo de futebol. Você já pode comprar com antecedência os ingressos.


Se a passagem aérea for comprada no Brasil, por exemplo, você pode parcelar em reais. Se comprar por uma agência internacional, você paga em dólares. Mas, de certa forma, está se blindando contra o aumento do câmbio.


Na prática, os cuidados ao planejar viagem internacional são:

  1. a) assegurar-se de que a moeda não falte; e

  2. b) assegurar-se de que os principais custos como passagem aérea, ou um evento de um curso, estejam blindados em uma moeda que você domina, que é a moeda do seu país (se é possível parcelar em reais, é o recomendável).


Com esse tipo de cuidado, mesmo que muito perto da viagem ocorra um grande desajuste no câmbio (por exemplo, a moeda do país destino fica 30% mais cara), o seu projeto, certamente, não vai ficar inviabilizado por causa disso.


Ao investir em reais, você corre o risco de ter uma viagem praticamente paga e, de repente, em uma virada de câmbio, ela se torna inviável e você pode acabar desistindo do seu projeto.


Conclusão


Ao planejar viagem, faça com que ela aconteça. Planeje com antecedência, garanta a compra das passagens e a compra da moeda. Assim, você terá o seu projeto se concretizando.


Nesse tipo de projeto a rentabilidade é totalmente secundária. Você estará garantindo que um sonho não se perca em função de uma mudança no câmbio.


Espero ter ajudado você que está pensando em planejar viagem, seja de férias, a trabalho ou para estudos. Viaje com tranquilidade e segurança. Assim, você aproveitará a cultura do país e evitará lidar com custos de última hora em função de uma eventual perda cambial.


Divirta-se, e que você tenha muito sucesso nas suas escolhas de viagem.


Afinal, enriquecer é uma questão de escolha. E não só enriquecer em dinheiro, mas em experiências.



O conteúdo disposto neste artigo foi originalmente publicado no blog do BTG Pactual Digital, sendo toda a responsabilidade, direitos autorais e crédito devido a seus autores.