Como a volatilidade na bolsa de valores pode trazer as melhores oportunidades


Quanto mais retorno você quiser na sua carteira, mais riscos você terá que assumir. É bom ressaltar que risco não se evita. Risco se administra. No artigo de hoje, explicarei como a volatilidade, um componente importante na avaliação de risco, pode proporcionar as melhores oportunidades para a sua carteira de investimento.


Montanha-russa

A renda variável é um componente de risco da sua carteira de investimento, com oportunidade de ganhos acima do previsto para a renda fixa. Se você souber explorar a técnica de rebalanceamento, construirá uma carteira inteligente, comprando renda variável quando estiver barata e vendendo quando estiver cara.


Portanto, não devemos investir em renda variável pensando que a bolsa de valores é um cassino. Talvez a melhor metáfora que podemos usar para renda variável é a da montanha-russa: você deve entrar ciente de que haverá altos e baixos, e que alguns baixos serão mais intensos.


O que é volatilidade?

Este sobe e desce que vemos na bolsa de valores é o que chamamos de volatilidade. Basicamente, a volatilidade é uma medida que apresenta a intensidade das oscilações no preço de um ativo em um determinado período.


Para exemplificar, vamos analisar um ativo hipotético que custa R$30,00 e oscila, em média, R$0,30 diariamente. Temos também outro ativo que custa os mesmos R$30 reais, mas com oscilação média diária de R$3,00 reais. Com estas informações, avaliamos que o primeiro ativo é mais previsível e menos volátil, já que a variação do preço é menor. No segundo, a oscilação é maior, portanto, é um ativo mais volátil e menos previsível.


Volatilidade = Oportunidade

Como investidor, você precisa saber que os momentos de volatilidade serão os melhores na sua experiência com renda variável. Em longo prazo não é com a rentabilidade que se cria resultados. Nós criamos resultados em longo prazo com a volatilidade.


Se eu tivesse a capacidade de enxergar o futuro e previsse que o Ibovespa proporcionará um retorno médio de 10% ao ano, algumas pessoas diriam “Mas 10% é muito pouco. Eu posso fazer 10% ao ano negociando qualquer coisa que eu compre na internet e revenda com lucro. Por que eu vou colocar o meu patrimônio na bolsa de valores?”


Pode ser que pareça pouco, mas você precisa entender que estes 10% ao ano serão construídos com volatilidade. Portanto, você formará carteira ciente de que o preço do ativo investido vai oscilar. Quando os ativos investidos oscilarem para baixo, é sinal de que ficaram baratos. Será o momento em que você fará uma comparação e escolherá qual deles tende a se recuperar melhor. Concentrando seus esforços nestes ativos, nas recuperações você poderá ter ganhos de, talvez, 15, 20, 30%.


Como os profissionais trabalham com a volatilidade

Não estou inventando fórmulas mirabolantes. Pesquise o histórico de fundos de investimento de renda variável e avalie a performance durante a pandemia para entender o que estou dizendo.


Fica muito claro que um ativo que era oportuno deixa de existir nas recomendações (ex: renda fixa prefixado). Passa a ganhar espaço às vezes o dólar, o ouro ou outros produtos de renda variável. Então percebe-se que o mercado se mobiliza em momentos de volatilidade, e que alguns ativos ficaram mais oportunos do que antes.


Então, quanto mais volatilidade tivermos, mais ganhos nós faremos na renda variável. Ao ter essa postura preparada, nós perceberemos que mesmo que a bolsa dê 10 % ao ano nos próximos 20 anos, talvez eu consiga fazer uma média de ganhos de 20-25% ao ano se a minha estratégia for bem-sucedida na renda variável.


Conclusão

A volatilidade ajuda a fazer boas escolhas. Por isso que eu gosto de associar renda variável à montanha-russa. Sei que passarei por uma situação com altos e baixos, mas, cada vez que acontecer o movimento de queda, já estou ciente de que tenho que me segurar.


Estes momentos não serão fáceis, e você terá que ser forte em algumas situações. No entanto, se entender que estes momentos também apresentam muitas oportunidades e fazer suas escolhas baseando-se em fundamentos, tenho certeza de que o final deste “passeio” será recompensador.


Sucesso em suas escolhas!



O conteúdo disposto neste artigo foi originalmente publicado no blog do BTG Pactual Digital, sendo toda a responsabilidade, direitos autorais e crédito devido a seus autores.