BTG Pactual entra no Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3


O BTG Pactual (BPAC11), maior banco de investimentos da América Latina, passa a integrar, a partir de janeiro de 2021, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3), que reúne em carteira 39 empresas listadas na bolsa com melhor desempenho em sustentabilidade. Como parte do processo seletivo, a empresa respondeu um extenso questionário dividido em 7 dimensões: geral, governança corporativa, econômico-financeira, ambiental, social, mudanças climáticas e natureza do produto.


“Entrar na carteira do ISE mostra que o BTG Pactual está no caminho certo da sustentabilidade, alinhados às boas práticas do mercado e comprometidos em entregar para nossos clientes resultados que vão além do retorno financeiro e impactam positivamente a sociedade e o meio ambiente”, afirma Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual.


Para garantir a entrada no índice, a área de ESG estruturou um plano de ação que envolveu de forma transversal todas as áreas do Banco para incorporar a temática de sustentabilidade em suas atividades centrais.


“Foram desenvolvidas novas iniciativas, processos e indicadores, além do aumento da transparência sobre as práticas ESG, com a publicação do relatório anual e de sustentabilidade com indicadores GRI e os ODS”, explica Beatriz Freitas, Head de ESG do BTG Pactual.


Dentro deste processo, o BTG Pactual criou iniciativas como o Comitê de Diversidade, integração de novas métricas para análise de risco socioambiental das operações, maior interface e engajamento com seus fornecedores e estruturação de novos produtos ESG.


O ISE B3 é uma iniciativa pioneira na América Latina, que busca criar um ambiente de investimento compatível com as demandas de desenvolvimento sustentável da sociedade contemporânea e estimular a responsabilidade ética das corporações. O índice funciona como uma ferramenta de análise comparativa das empresas listadas na bolsa sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, baseada em eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa.


A entrada do BTG Pactual no ISE B3 vem se somar às demais iniciativas do banco em sustentabilidade, investimento de impacto e ESG. Em 2019 o banco compensou 100% das emissões de carbono decorrentes de suas operações no mundo, incluindo deslocamentos e viagens a trabalho.


Em 2020, criou a área de Investimento de Impacto, que fomenta a criação de produtos e serviços que unam retorno financeiro com impacto socioambiental positivo, e virou signatário da Iniciativa Financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Unep-FI).


Em outubro deste ano, o BTG Pactual lançou o primeiro ETF ESG do Brasil, e em novembro, a estratégia Landscape Capital, que se dedicará a soluções climáticas naturais a partir da compra de terras devastadas brasileiras e de outros países da América Latina para reflorestamento com mata nativa.



O conteúdo disposto neste artigo foi originalmente publicado no blog do BTG Pactual Digital, sendo toda a responsabilidade, direitos autorais e crédito devido a seus autores.