É melhor alugar meu imóvel ou vender e investir o dinheiro?


Hoje eu quero tratar sobre um tema que atinge muitas famílias que têm alguma propriedade como fonte de renda. Afinal, vale a pena alugar o imóvel ou é melhor vender, investir e usar os juros como renda?


Considerar a valorização é essencial

Primeiramente, é importante entender que no mercado imobiliário o que se considera é uma combinação de rentabilidade entre o aluguel e o aumento do valor da propriedade.


Por isso, quando você aluga um imóvel e o retorno do aluguel não está tão satisfatório comparado a um produto de renda fixa ou fundo imobiliário, o que deve ser considerado é o potencial de valorização daquela propriedade. O primeiro passo é entender se a propriedade está localizada em um bairro que vai receber melhorias. Como saber isso? Estudando o Plano Diretor da cidade ou estado.


Você deve avaliar o que está acontecendo naquele bairro. Será inaugurado um shopping center? Uma estação rodoviária? Vai passar uma avenida nova? Essas situações sugerem que haverá uma valorização imobiliária.


Uma outra forma de detectá-la é fazer uma pequena peregrinação nas imobiliárias da região. Assim, você saberá quantos imóveis estão à venda, como está o mercado de aluguel e se existem propriedades disponíveis.


Alugar imóvel ou vender?

Quanto maior a oferta, maior é a pressão para baixo nos preços e a concorrência para se vender. Então, se o imóvel está em um bairro que passou por um processo de valorização, certamente seria melhor negócio vendê-lo. E faça isto sem pressa, já que o imóvel está gerando renda.


Assim que o dinheiro entrar na conta aplique em um produto pensando mais em longo prazo. Pode ser uma carteira mista, um fundo balanceado ou uma composição adequada ao seu perfil e ao cenário da economia.


No entanto, ao perceber que o seu imóvel está em um processo de valorização, vale a pena aguardar. Assim, poderá trabalhar no aumento do valor desse imóvel para, em um momento futuro, vender essa propriedade com retorno melhor do que seria na renda fixa.


Investir com liquidez

No Brasil, mesmo com a queda na Taxa Selic, sempre haverá uma tendência de que a venda do imóvel seja algo vantajoso porque, ao ter o seu dinheiro aplicado no banco, você não tem apenas uma rentabilidade maior, você tem maior liquidez do seu capital.


Liquidez significa que, quando você identifica uma nova oportunidade, seja investindo em algo melhor ou comprando algum artigo à vista com um grande desconto, você terá de onde tirar o dinheiro.


Quando você tem uma oportunidade à sua disposição, seja para comprar um automóvel ou mesmo uma propriedade, mas seu dinheiro está parado em um imóvel, não é o rendimento do aluguel que vai permitir pagar à vista.


Saiba mais sobre liquidez em: Liquidez: o que é e qual a importância para seus investimentos


É possível investir em imóveis e manter a liquidez

Caso você tenha interesse por investir em imóveis e manter uma certa liquidez em sua carteira, uma alternativa são os fundos imobiliários.


Os fundos são mecanismos em que cotistas juntam esforços para investir em algo para o qual não teriam capacidade sozinhos. Essa lógica também serve para imóveis.


Muitos fundos de investimentos nascem com o propósito de reunir investidores e incorporar: comprar terreno, construir e colher os resultados. Sejam shoppings centers, centros de distribuição, praças de serviços ou outras possibilidades que tendem a trazer valorização. Esta modalidade de investimento vale a pena quando os projetos envolvidos estão alinhados com o plano diretor, respeitam as tendências do mercado e têm potencial de valorização.


Para investir em fundos imobiliários você deve ter a mentalidade de investidor de imóveis. Isto quer dizer que você precisa estudar a carteira do fundo e avaliar cada imóvel. Por exemplo: se um imóvel comercial possui um nível alto de desocupação, significa que ele não gera rentabilidade.


Conclusão

Para tomar a decisão entre vender ou alugar seu imóvel, algumas variáveis devem ser levadas em consideração. Avalie o potencial de valorização e verifique a sua necessidade de liquidez diante de oportunidades que poderão surgir no curto prazo.


O fundo imobiliário é uma oportunidade para quem acredita em um cenário favorável aos imóveis, sem abrir mão da liquidez. No entanto, recomendo que esta modalidade de investimento seja alocada para seus objetivos de longo prazo e que analise com cuidado a qualidade da carteira do fundo selecionado.


Sucesso em suas escolhas.


Leia também: Como prosperar: dicas para manter seu patrimônio em crescimento



O conteúdo disposto neste artigo foi originalmente publicado no blog do BTG Pactual Digital, sendo toda a responsabilidade, direitos autorais e crédito devido a seus autores.